sábado, 10 de outubro de 2015

esposa puta de zona

Quando eu conheci minha esposa ela tinha 15 anos, depois de três anos juntos  se casamos  ela muito linda (virgem) de dar inveja na cidade inteira sabe como é cidade pequena né...,agente levava  uma vida boa ela não trabalhava ficava cuidando da casa e estudando para vestibular, depois de dois anos de casados, um dia cheguei em casa ela me disse que queria me confessar uma coisa, eu já fiquei imaginando que ela tivesse me traindo ou que alguém tivesse cantado ela coisas assim mas não era nada disso ela falou: 
-Eu quero virar Puta! 

-O que como assim? 
-É isso mesmo eu quero virar Puta trabalhar nas boates dar para vários homens etc... 
-Você tá ficando louca de onde tirou essa ideia? 
-Eu sei que você não vai concordar com isso etão é melhor nos separarmos! Vai cada um pro seu lado, você vai cuidar de sua vida e eu vou pra zona. 

Não,não só poderia ser algum tipo de brincadeira, da onde você tirou essa ideia? Dai ela começou a me contar... 
-Sabe essa moça que se mudou na nossa rua a Cris ela é prostituta trabalha numa boate, ela me contou várias histórias de lá, falou sobre os clientes e tudo que ela fazia com eles, e quanto mais ela falava mais tesão eu tinha até que cheguei a conclusão que quero essa vida pra mim! Dar pra vários homens e ainda receber pra isso é tudo que eu quero!

 -Mas quando casamos você era virgem. 
-Sim e o único homem que conheci foi você mas agora quero meter com todos. 
Depois de muita conversa e discussão, resolvi deixar ela experimentar essa vida, na esperança de que se arrependesse e parasse. 
Então aquela sua amiga a Cris a levou para a boate onde ela trabalhava, eu disse a ela que iria na boate para ver como era, ela me disse tudo bem mas lá eu vou estar trabalhando. 
Cheguei na boate pedi uma cerveja e fiquei sentado observando o ambiente mas não vi minha mulher, de repente ela entra tinha trocado de roupa estava de mini-saia e salto alto toda maquiada foi passando pelo salão e os homens pegavam no seu braço puxavam conversa até que um senhor de meia idade segurou seu braço conversou com ela alguns minutos e a levou para parte de cima da boate onde tinham os quartos, aquilo me deu um misto de raiva, decepção, tesão saber que a minha esposinha linda estava lá sendo comida por um velho...demorou uns 50 minutos eles desceram os dois muito sorridentes conversando coisinhas no ouvido um do outro depois se despediram  eu não podia fazer nada senão ela poderia me deixar ela volta para o salão da boate e logo outro homem a leva lá pra cima eu não podia acreditar ela ia dar de novo essa cena se repetiu quatro vezes, ai ela veio a minha mesa e disse vamos embora já acabei por hoje. Eu não perguntei nada, ela apenas me disse que um cara queria comer o cú dela mas ela não deu porque nunca havia dado mas que da próxima vez daria. 
-Mas nem pra mim você deu o cú! 

-Só que agora eu sou uma profissional tenho que fazer o que os clientes querem. 
E assim ela continuou indo quase todos os dias na boate chegava em casa as vezes com cheiro de sexo, quando ela dormia sem roupa eu percebia seu cuzinho arrombado, com marcas pelo corpo com a bunda vermelha provavelmente de tapas ficava imaginando o que teria acontecido naquela noite.
Depois de quase um mês voltei a boate de surpresa ela nem me viu estava numa mesa com três rapazes conversando de repente subiram os 4 para o quarto. 
Minha nossa ela vai dar pra 3 de uma vez! 
Fui embora pra casa quando ela chegou eu perguntei se ela tinha dado pros 3 de uma vez ela disse que sim tinha feito uma dupla penetração, e depois disse: 
-Quer comer meu cú já dei ele pra 3 hoje mas dou pra você também. Eu disse que não queria. Ela disse: 
-Você é um corno mesmo sua esposa é uma puta e você nem come ela merece tudo isso agora vou trazer os caras pra me comer aqui em casa seu corno!