quinta-feira, 11 de outubro de 2012

marido corno mulher puta

Sou casado a 12 anos, minha esposa tem 34 anos,muito gostosa, adora sexo, já fizemos de tudo na cama, swing, menage. Mas o que relato, passou de todos limites. Roberta, trabalha em um hospital na zona sul, na área administrativa, ela sempre pede que eu ligue em seu celular, pois segundo ela, sua chefe, não admite que funcionários recebam ligações particulares no telefone comercial. Até aí tudo bem, numa sexta feira, liguei no telefone do hospital, como se fosse um fornecedor, para lhe fazer uma surpresa. Mas surpreso fiquei eu, ao me informarem que ela não trabalhava as sextas feiras. Não falei nada com ela a respeito, mas onde ela ia as sextas, pois saia para trabalhar normalmente. Na outra sexta, fingi que ia trabalhar, e fiquei próximo de casa para descobrir o que ela fazia, quando as 9 horas, ela saiu com seu carro. Fui atrás, na qual ela parou seu carro na av. Consolação, num estacionamento, e seguiu até o número 2 322, ela estava toda bonita, e pintada. Vi que lá, funcionava uma casa de massagem. Foram entrando vários homens e mulheres. Por volta das 14 horas, a casa estava lotada, foi quando entrei. Era uma casa bacana, com meia luz. Sentei em uma das salas, e veio uma garota me atender, pedi alguma bebida, enquanto via as garotas subindo e descendo escadas com clientes. Depois de uns vinte minutos, minha esposa, desce com um cliente, se despede dele com um beijo na boca. Ela estava apenas de corpete, cinta liga e uma mini calcinha preta. Já havia mais homens a aguardando. E ela já subiu com outro cliente. Assim foi com mais três. Perguntei a moça que me acompanhava, quem era aquela mulher, na qual me disse que era a mais requisitada na casa, e que só trabalhava as sextas. Foi quando ela passou com três clientes e subiu para o quarto com eles. A moça que me acompanhava, disse que eram empresários, que vinham toda sexta, e subiam sempre juntos e só com minha esposa. Fiquei louco de tesão, subi com minha acompanh ante, e fiquei no quarto ao lado em que estava minha esposa. Do quarto ouvia minha esposa gritar, gemer, se divertir com os rapazes. Desci e fui embora. A noite, minha esposa chegou, normalmente. Beijei a e a levei a nosso quarto. Ela ainda estava perfumada, sua buceta estava inchada e arrombada. Fizemos muito amor naquela noite. Conversamos e ela acabou me falando desse emprego. Pensa que fiquei bravo ? Não, na outra sexta, fui com dois amigos na tal casa. Falei sobre essa puta, mas não disse que era minha mulher. Um dos meus amigos, sentou se com ela, e combinou que subiria com ela com mais dois amigos. Quando ela viu que eu era um dos amigos, ficou branca, mas fingiu não me conhecer, fiz o mesmo. Subimos os quatro. Minha mulher, estava de lingerie vermelha, com uma camisola transparente, no quarto ela nos beijâva, chupava os três. Minha esposa cavalgava em meu amigo, enquanto chupava meu pau e de outro amigo. Dava pra ver em seu rosto, sua felicidade. Metemos nela de toda forma, quando perguntei se ela topava uma dupla penetração. Ela nos disse, que teríamos que pagar por fora. Topamos, acertamos o valor e demos início na loucura. Um amigo deitou se e ela veio por cima, engolindo aquele cacete com a xoxota. Eu me posicionei e comecei a introduzir meu pau em seu cuzinho. Nesse interim, tirei minha camisinha, sem minha mulher perceber, meu amigo que estava por baixo, viu, e seus olhos brilharam. Num movimento rápido, ele arrancou sua camisinha, e a jogou no chão, minha esposa, gozava tanto, que também não percebeu. Aquele pau gigante dentro de sua buceta, e eu entrando no seu cuzinho. Quando estávamos os dois dentro. Eu sentia o pau do meu amigo dentro de minha mulher. O outro, ela chupava como um bezerro, esse sem camisinha, esse ela sabia. Minha mulher rebolava, chorava de tesão. Ela gozava muito. Quando dissemos que iríamos gozar, ela punhetava o que estava em sua frente. Não demorou e esse encheu sua boca de porra. Ela chupou até não ter mais nenhuma gota para sugar. Inundei o cú de minha mulher, enquanto meu amigo lavou sua buceta de porra. Quando ela viu, o que fizemos, ficou puta da vida. Tivemos que dar mais dinheiro aquela putinha. Quando ela se levantou, caiu um monte de porra de sua buceta. Foi maravilhoso. Ao descer mos, tinha uma fila de espera, para comer minha mulher. Fomos embora, a noite, minha mulher, chegou em casa, com a bucetinha lavada de porra, disse que era de um ex namorado dela, que ela ligou e saiu com ele, para se vingar. Minha mulher, continua trabalhando as sextas feiras. E eu e meus dois amigos, vamos lá uma vez por mês.

4 comentários:

  1. ai, apesar de meu marido ser corno e saber disso, só saimos juntos, não sei se conseguiria me passar por uma putinha, bem puta eu sou, mas não sei como nós reagiriamos numa situação dessa mas confesso é extremamente excitante deve ser uma delicia tranzar com 3 e uma deles ser meu corninho e os outros não saberem disso, vou propor isso a ele não sei se ele vai topar mas vou tentar acho q o pior ele já sabe ou seja ele é corno e eu sou uma puta, bjs Taninha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa noite adoraria fazer isso com vc realizar essa fantasia sou de sp 25 anos boa aparencia discreto assim de realizar fantasia das mulheres casada meu contato é 11 98460 8978 e mail brunomell0@hotmail.com obs na letra o do mello e o numero zero

      Excluir
  2. me adsona ai taninha .quero muito fazer um corno feliz e é uma esposa puta tambem amilton_ticolor@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Moro no litoral de sp tenho 22cm de pica grossa me liga TIM 012.981249134

    ResponderExcluir